projetos

Projeto MiChestNut3 distinguido em Simpósio Internacional

Projeto MiChestNut3 distinguido em Simpósio Internacional

Fruto do projeto de I&D individual MiChestNut3 – Produção de híbridos de castanheiro altamente resistentes e produtivos com recurso a técnicas de micropropagação, micorrização e microenxertia, foi apresentado, nos passados dias 7 e 8 de setembro, o trabalho intitulado “Mycorrhization and micropropagation of chestnut seedlings as tools to obtain high added‐value phenolic compounds”.

O estudo teve palco no “1st European Symposium on Phytochemicals in Medicine and Food”, decorrido na cidade de Belgrado, Sérvia (https://1euspmf.rs/), onde foi distinguido com o “3 Best Paper Award”.

Depois de premiados no “IV Simpósio Nacional da Castanha” com o trabalho “Micorrização e microenxertia ex vitro de clones de castanheiro” (https://www.deifil.pt/iv-simposio-nacional-da-castanha/), foi o trabalho elaborado em parceria entre a DEIFIL e o IPB que mereceu distinção! O trabalho diz respeito ao impacto na composição em fenólicos de porta-enxertos híbridos micorrizados, com destaque ao desempenho obtido em ensaios com as espécies Amanita caesarea e Boletus edulis.

Como resultado, o trabalho recebeu convite para a publicação dos resultados na revista Horticulturae, uma revista internacional indexada e de revisão por pares (https://www.mdpi.com/journal/horticulturae).

Deifil, a biotecnologia ao serviço da agricultura!

Posted by addup in projetos
Deifil colabora num novo projeto mobilizador – BIOma

Deifil colabora num novo projeto mobilizador – BIOma

O BIOma – Soluções integradas de Bioeconomia para a Mobilização da cadeia Agroalimentar – é um projeto mobilizador norteado pela valorização dos resíduos agroalimentares em diferentes vertentes através da inovação e desenvolvimento.

Este projeto toca em duas grandes estratégias da UE – a Bioeconomia Sustentável e Circular e a Digitalização da Indústria. Deste modo, o BIOMA propõe a criação de uma Cadeia de Valor Agroalimentar (CVAA) entre os parceiros do consórcio do qual a Deifil integra.

De forma particular, a Deifil participa num grupo (PPS2) cujos desafios relacionam-se com o desperdício alimentar gerado ao longo CVAA, potenciando a redução do impacto económico, social e ambiental do desperdício alimentar e as ineficiências ao longo da cadeia, que resultam em grandes perdas económicas e elevado consumo de recursos.

Um dos exemplos concretos de atividades a desenvolver pela PPS2 diz respeito à utilização de resíduos agroalimentares na obtenção de ingredientes naturais conservantes (INC) que, quer pela sua incorporação nos alimentos quer pela sua impregnação em filmes/embalagens, permitirão estender o prazo de validade de alimentos.

Assim, a Deifil continua a explorar o potencial das suas plantas e seus subprodutos com recurso à inovação pelo desenvolvimento de novas aplicações.

Posted by addup in projetos
PreVineGrape – Desenvolvimento de um biofungicida para combate a doenças da videira.

PreVineGrape – Desenvolvimento de um biofungicida para combate a doenças da videira.

A necessidade de soluções mais sustentáveis no combate às principais doenças na vinha esteve na origem do projeto PreVineGrape, que pretende proporcionar à indústria vitivinícola uma solução fungicida de origem natural (biofungicida) para o combate aos principais causadores de avultados prejuízos nas vinhas: míldio (Plasmopara vitícola), oídio (Erysiphe necator/ Oidium tuckery) e podridão cinzenta (Botrytis cinerea).

A investigação estará a cargo do consórcio constituído por uma equipa multidisciplinar liderada pela empresa Deifil Technology, Lda e tem como copromotores a Sogrape, João Nicolau de Almeida & Filhos, Lda., Instituto Politécnico de Bragança e A.D.V.I.D. – Associação para o Desenvolvimento da Viticultura Duriense. O projeto representa um investimento total de 945.344,91 EUR realizado com apoio da união Europeia através do FEDER (Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional) no montante de 610.630,11 EUR.

O projeto terá a duração de 30 meses, estando prevista a sua conclusão em junho de 2023. Os trabalhos contemplam as atividades de prospeção de matrizes naturais (plantas ou partes de plantas) com efeito antifúngico, a obtenção das matrizes antifúngicas em grandes quantidades, a avaliação do potencial antifúngico das matrizes selecionadas in loco, a validação da atividade antifúngica do ingrediente desenvolvido e a promoção e divulgação ampla de resultados.

No final do projeto obter-se-á um biofungicida que permitirá a produção de vinhos com selo sustentável, baseado na eliminação de agentes químicos em práticas agrícolas.

Posted by addup in projetos, Sem categoria